Uma menina de 4 anos permaneceu escondida oito horas entre os cadáveres de um massacre registrado ontem nos Alpes franceses, onde foi encontrado um veículo de placa britânica no qual seus ocupantes foram mortos a tiros em uma área florestal da cidade de Chevaline.

O procurador Eric Maillaud declarou nesta quinta-feira à emissora “France Info” que a menina se escondeu entre as pernas de dois cadáveres, na parte traseira do veículo, até a chegada dos peritos.

A menina fala inglês e supostamente é parente das vítimas do massacre, no qual morreram quatro pessoas e uma quinta, outra menor, ficou gravemente ferida.

“Ficou oito horas sem movimentar-se”, informou Maillaud para explicar como os agentes que tinham estado no local não haviam se dado conta de sua presença durante todo esse tempo.

De acordo com a versão oficial, os agentes constataram a morte de quatro pessoas, retiraram a ferida – aparentemente irmã da menina – e não tocaram em nada da cena do crime até a chegada dos especialistas da polícia científica.

A menina foi transferida de madrugada a um hospital para ser atendida por psicólogos, afirmou o procurador.