O presidente da Rússia, Dmitry Medvedev, se reuniu na sexta-feira (28) com o símbolo revolucionário cubano Fidel Castro. Medvedev visitou Cuba, a fim de reativar as relações com o aliado na época da Guerra Fria, em meio a uma viagem por alguns países da América Latina, entre eles o Brasil.

Medvedev passou horas conversando e visitando lugares com o presidente Raúl Castro. Em seguida se reuniu com o ex-líder e irmão do atual presidente, Fidel, de 82 anos. Ele disse que a viagem foi produtiva, foram definidos alguns acordos e que espera a visita de Raúl à Rússia.

Fidel emitiu um comunicado sobre o encontro com o líder russo. Segundo o cubano, Fidel deixou claro no encontro que o país não desistirá da posse de Guantánamo – onde os Estados Unidos mantêm uma base militar – além de criticar a política norte-americana.

Em sua passagem pela região, Medvedev visitou também Peru, Brasil e Venezuela. Em relação à Cuba, Medvedev disse que deseja se reaproximar e que a Rússia deve realizar, por exemplo, a prospecção de petróleo e níquel no país latino. As informações são de agências internacionais.