Um médico de Uganda que contraiu ebola quando trabalhava em Serra Leoa chegou nesta sexta-feira à Alemanha, onde receberá tratamento.

Autoridades do Estado central alemão de Hesse disseram que o médico, que não foi identificado, trabalhava para um grupo humanitário italiano na África ocidental quando ficou doente. Após ser considerado apto para viajar, ele foi levado até Frankfurt e internado no hospital universitário da cidade.

Ele receberá tratamento num prédio separado dos demais pacientes, informou o hospital. O médico ugandês é o segundo trabalhador da área de saúde com ebola a ser tratado na Alemanha.

Outro homem que contraiu o vírus foi levado a Hamburgo em agosto. O hospital local negou-se a fornecer detalhes sobre seu estado de saúde, citando o direito à confidencialidade do paciente, mas informou que ele está vivo. Fonte: Associated Press.