A primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, afirmou nesta sexta-feira que estava satisfeita com a atmosfera diferente e com os progressos obtidos nesta semana nas negociações para a saída do país da União Europeia, o chamado Brexit. No início de uma reunião da UE, May afirmou estar “satisfeita de que as negociações tenham tido progresso e estou ansiosa para desenvolver aquela parceria profunda e especial com a UE”.

O governo do Reino Unido quer avançar o mais rápido possível para conversas que incluem a relação futura. Já o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, afirmou que seria “um milagre” que houvesse suficiente progresso nas negociações do Brexit para que as conversas previstas para breve já incluam a relação futura entre Londres e o bloco.

A UE sustenta que é necessário haver “progresso suficiente” em direitos dos cidadãos, na questão da Irlanda e em temas financeiros, antes que as conversas possam incluir um acordo comercial futuro. Juncker afirmou que ainda está longe o momento em que líderes da UE podem avançar para o próximo estágio do diálogo, quando se reunirem novamente daqui a três semanas. “Até o fim de outubro não teremos progresso suficiente”, afirmou Juncker. “Até o fim desta semana estou dizendo que não haverá progresso suficiente de agora até o fim de outubro a menos que milagres aconteçam”, previu.

May ainda visitou tropas na Estônia, país próximo da fronteira russa, e afirmou que “o Reino Unido está comprometido incondicionalmente em manter a segurança da Europa”. Ela acrescentou que Londres continuará a oferecer ajuda a membros da UE vítimas de terrorismo, agressões armadas ou desastres naturais. A premiê propôs uma “nova parceria em segurança” com o bloco. Fonte: Associated Press.