Homens mascarados vestindo uniformes militares sem distintivos mataram a tiros 12 membros da tribo indígena Awa, incluindo cinco crianças, numa reserva localizada em uma região da Colômbia dominada pelo tráfico de drogas.

Segundo os líderes indígenas e as autoridades do governo, os assassinatos ocorreram às 5h (hora local), quando 10 homens armados abriram fogo sobre duas casas na reserva Gran Rosario, no Estado de Narino. A reserva tem cerca de 1.500 índios Awa.

O governador do Estado, Antonio Navarro, disse que as vítimas eram todas da mesma família. Foram mortos cinco homens, duas mulheres, dois meninos, duas meninas e um bebê. Um garoto de 10 anos e um rapaz de 20 ficaram feridos, depois de terem conseguido fugir. As informações são da Associated Press.