Mais de 30 países declararam o regime do líder líbio, Muamar Kadafi, ilegítimo. Os países, entre eles os Estados Unidos, declararam hoje, em comunicado final de uma reunião do chamado Grupo de Contato para a Líbia, que “o regime de Kadafi não tem mais autoridade legítima na Líbia”.

O grupo afirmou que Kadafi e alguns membros de sua família precisam deixar o poder, e também que passará a tratar o Conselho Nacional de Transição, principal força oposicionista da Líbia, como “a legítima autoridade de governo”, até que uma autoridade interina seja apontada e tome o poder neste país do norte africano. As informações são da Associated Press.