O governo da Macedônia disse neste domingo (1º) que as eleições serão realizadas novamente nos locais onde as votações foram suspensas. Vários incidentes foram registrados durante as eleições legislativas no país. Tiroteios entre grupos rivais albaneses com a polícia resultaram em pelo menos uma morte, oito feridos e alegações de fraude eleitoral que fizeram com que as votações em pelo menos 20 locais fossem suspensas.

Segundo Ermira Mehmeti, porta-voz do principal partido étnico albanês no país, o União Democrática para a Integração, a sede da entidade na capital, Skopje, foi atacada a tiros. Ermira disse que membros do partido estavam no prédio quando um "grande tiroteio começou".

Paralelamente, o porta-voz da comissão eleitoral, Zoran Tanevski afirmou que locais de votação no vilarejo de Aracinovo foram fechados após um tiroteio que feriu uma pessoa. A Macedônia antecipou as eleições legislativas por causa da crise política desencadeada pela independência do vizinho Kosovo e pela decisão da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) de não convidar o país para um processo de adesão.