O presidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, adiou de 9 para 22 de agosto uma visita prevista à Bolívia. O anúncio do adiamento foi feito neste sábado pelo presidente da Bolívia, Evo Morales.

Na visita, Lula deve confirmar um crédito de mais de US$ 300 milhões para a construção de uma rodovia de 250 quilômetros entre Cochabamba e Beni. A obra será realizada pela construtora brasileira OAS, prosseguiu Morales.

“Estava confirmada a chegada do companheiro Lula em 9 de agosto, mas justo nesse dia será Dia dos Pais no Brasil. Mas o companheiro Lula confirmou que virá em 22 de agosto”, disse Morales em ato público na região de Cochabamba.