O presidente eleito do Paraguai, Fernando Lugo, começou a se aproximar do empresariado paraguaio com a visita a um frigorífico de Assunção, onde prometeu segurança jurídica aos investimentos.

Lugo disse à imprensa que o temor de alguns setores empresariais sobre a possibilidade de seu governo apoiar a invasão de propriedades não tem motivo, pois agirá conforme a lei.

O futuro presidente acredita que sua relação com o setor privado será boa, pois a intenção, segundo ele, não é polarizar situação e oposição.

Em sua visita ao frigorífico, sustentou que a carne é um dos pontos fortes do Paraguai e falou que "devemos apostar nisso, redobrar os esforços".