Lideranças republicanas no Senado dos Estados Unidos concordaram em acrescentar US$ 45 bilhões para o combate ao abuso de drogas derivadas do ópio na reforma do sistema de saúde. O destino da medida, porém, ainda é incerto, já que os líderes têm enfrentado um crescente coro de críticas dentro do próprio partido governista.

O líder da maioria no Senado, Mitch McConnell, busca com os fundos extras atrair o apoio de senadores moderados, como Rob Portman, de Ohio, e Shelley Moore Capito, da Virgínia Ocidental. Os Estados deles estão entre os com mais mortes por abuso de drogas ilegais e os legisladores vêm pressionando por mais fundos para enfrentar o problema.

Os mesmos senadores, porém, também insistem em reduzir os cortes que a reforma imporia no Medicaid, programa de seguro-saúde para pessoas de baixa renda ou com deficiência. Não há indicação de que possa haver um acordo para retirada desses cortes do projeto. Fonte: Associated Press.