A nove dias das eleições presidenciais na França, quatro candidatos estão tecnicamente empatados no primeiro turno. Segundo pesquisa do instituto Ipsos-Sopra, encomendada pelo jornal Le Monde e divulgada nesta sexta-feira, Emmanuel Macron (centro), Marine Le Pen (extrema-direita), Jean-Luc Mélenchon (extrema-esquerda) e François Fillon (centro-direita) podem prosseguir para a segunda etapa da corrida eleitoral francesa.

Na reta final da campanha, Le Pen e Macron, que lideravam as pesquisas de intenção de voto, continuam à frente, mas perderam força. Os dois aparecem com 22% na sondagem Ipsos-Sopra, mas ambos registraram queda de 2 pontos porcentuais em relação à pesquisa anterior. Le Pen tem uma leve vantagem em relação ao candidato centrista, já que 85% dos entrevistados que disseram preferir Le Pen afirmaram que comparecerão às urnas em 23 de abril. Já entre os possíveis eleitores de Macron, 68% disseram que com certeza irão participar da votação.

Mélenchon, que vem disparando na reta final da campanha antes do primeiro turno, ganhou 1,5 ponto porcentual em relação à última pesquisa. O candidato de extrema-esquerda aparece com 20% das intenções de voto e, entre os entrevistados que disseram preferir ele, 66% afirmaram que irão às urnas. Já François Fillon, que era tido como favorito no início, mas acabou perdendo força devido a escândalos de corrupção que afetaram sua candidatura, registrou leve alta de 1 ponto porcentual na comparação com a última sondagem. Ele aparece, agora, com 19% das intenções de voto e 80% de seus eleitores disseram que irão participar das eleições.

Em um possível segundo turno entre Le Pen e Macron, o candidato centrista aparece com 63% das intenções de voto contra 37% da candidata da extrema-direita. Já entre Macron e Fillon, o candidato centrista também venceria, com 64% dos votos contra 36% do candidato de centro-direita. Na disputa entre Mélenchon e Fillon, o primeiro venceria as eleições com 60% dos votos, enquanto o segundo teria 40%.

A pesquisa também simulou uma disputa entre Fillon e Le Pen no segundo turno. Ele aparece com 56% das intenções de voto, enquanto ela tem 44%. Numa disputa entre Mélenchon e Macron, o primeiro tem 45% das intenções de voto, enquanto o segundo aparece com 55%. Mélenchon, no entanto, venceria Le Pen, caso os dois fossem para a segunda etapa da corrida eleitoral. Ele tem 60% das intenções de voto e ela, 40%.

A pesquisa encomendada pelo jornal Le Monde ouviu 1.509 pessoas inscritas em listas eleitorais entre os dias 12 e 13 de abril. A margem de erro é de 2,7 pontos para mais ou para menos.