O juiz Manuel Banales, do Texas, ordenou que sejam acusados formalmente o vice-presidente dos Estados Unidos, Dick Cheney, e o ex-secretário de Justiça Alberto González no caso que apura supostos abusos contra prisioneiros de um centro prisional federal. Chaney, González e os outros acusados não serão presos nem precisarão se apresentar nas audiências, segundo o magistrado.

A metade dos oito processos emitidos na segunda-feira no condado de Willacy se relaciona a centros de detenção mantidos por empresas privadas no condado de South Texas. Em um dos processos, o vice-presidente e o ex-secretário de Justiça são acusados de envolvimento com o crime organizado. Segundo o documento, foram negligentes com os presos federais e são responsáveis por agressões nas prisões.

Um juiz investigador apontou conflito de interesses em relação a Cheney. A razão é que ele tem influência sobre os presídios federais e também estava envolvido no Vanguard Group, que investe em companhias de prisões privadas. González é acusado ainda de tentar parar a investigação sobre abusos em um centro de detenção federal.