Uma fotojornalista de 22 anos foi estuprada por cinco homens em Mumbai, na Índia, enquanto seu colega era espancado, segundo informações da polícia. O incidente ocorreu na quinta-feira à noite em Lower Parel, um bairro na zona sul de Mumbai.

A polícia disse que a fotojornalista indiana estava fazendo uma matéria para uma revista e tinha como tarefa tirar fotos do bairro quando cinco homens confrontaram a jovem e um colega por volta das 19 horas (horário local). Depois de oferecer ajuda para obter permissão para filmar dentro de um prédio abandonado, os homens acusaram o colega da moça de estar envolvido em um crime local.

Quando ele negou envolvimento no crime, eles amarraram as mãos dele com um cinto e levaram a mulher para outra parte do edifício e a estupraram, segundo o comissário de polícia de Mumbai, Satyapal Singh.

O bairro onde ocorreu o abuso já foi um centro da indústria têxtil, contudo mudou significativamente nos últimos anos. Hoje, shoppings de luxo, restaurantes da moda e condomínios de alto padrão se encontram lado a lado com fábricas têxteis abandonadas e favelas.

Nesta sexta-feira, a polícia prendeu um suspeito, que nomeou e identificou os outros quatro homens envolvidos no caso, disse Singh. Ainda que a polícia tenha divulgado retratos falados dos quatro homens, Singh não deu seus nomes ou outros detalhes, alegando que as autoridades não querem dar-lhes qualquer aviso de que estão sendo procurados. Singh disse que os homens podem ser traficantes locais.

A mulher está em condição estável em um hospital. A polícia se recusou a dizer para qual revista ela trabalhava no momento do ataque.Fonte: Associated Press.