A situação do Haiti é preocupante e não evoluiu muito desde o terremoto ocorrido no ano passado, avaliou hoje o ministro da Defesa, Nelson Jobim. O ministro participou hoje de solenidade que homenageou 18 militares brasileiros mortos no terremoto de janeiro do ano passado naquele país. “É preocupante. Não evoluiu muito. Tem uma questão política não resolvida que cria uma dificuldade, mas vamos continuar trabalhando”, disse o ministro à imprensa, após a cerimônia.

Jobim completou: “As tropas brasileiras vão ficar (no país) o tempo que for necessário”. Atualmente, o contingente das Forças Armadas no Haiti é composto por 2.231 homens.