Combatentes jihadistas capturaram uma base do exército sírio que está localizada na província de Idlib, no noroeste do país, após dois dias de intensos combates, disseram ativistas.

O Observatório Sírio para os Direitos Humanos e um ativista local que atende pelo nome de Mohammed al-Sayid disse que os membros da Frente Nusra, ligada à Al-Qaeda, e outras facções rebeldes capturaram a base de Wadi Deif na segunda-feira de manhã.

Em uma conta de Twitter, a Frente Nusra da província de Idlib disse que os combatentes estão retirando minas da área após o “campo de Wadi Deif ser liberado”.

A captura de Wadi Deif é um duro golpe para o governo sírio, que conseguiu manter o posto sitiado há mais de dois anos e enfrentou repetidos ataques de insurgentes. Rebeldes e a Frente Nusra controlam grande parte do interior da província de Idlib, enquanto as forças do governo dominam a capital provincial, também chamada de Idlib.

Ontem, os rebeldes e combatentes da Frente Nusra tomaram o controle de sete postos do governo nos arredores de Wadi Deif e a base vizinha de Hamidiyeh. As bases de Wadi Deif e Hamidiyeh, que ficam próximas da cidade de Maaret al-Numan, têm sido alvos muito valorizados para os rebeldes, que lançaram vários ataques desde 2012. Fonte: Associated Press.