O governo do primeiro-ministro Naoto Kan decidiu manter sua parcela no custo de manter tropas dos Estados Unidos em território japonês. O orçamento para o ano fiscal de 2011 da administração de Tóquio prevê um gasto de 185,9 bilhões de ienes para a manutenção das tropas, quase o mesmo que o gasto no ano fiscal anterior.

A informação foi revelada pelo jornal Nikkei, em sua edição do fim do dia, citando fontes do governo. O chanceler Seiji Maehara informará a secretária de Estado norte-americana, Hillary Clinton, sobre a decisão, quando a dupla se encontrar amanhã, no Havaí. O Ministério da Defesa solicitou a quantia, 1,2% menor que a destinada no atual ano fiscal. Washington já demonstrou temor com a possibilidade de que essa verba seja reduzida ainda mais, já que o governo de Kan tenta cortar gastos.

Kan concluiu que era importante manter um valor similar, antes de uma visita ao país programada do presidente dos EUA, Barack Obama. O governo japonês planeja destinar mais fundos para a melhoria na eficiência energética das moradias para as tropas norte-americanas, enquanto corta o apoio para os salários de funcionários civis trabalhando em instalações para o lazer nas bases dos EUA. As informações são da Dow Jones.