O número oficial de mortos pelo terremoto de 8,9 graus na escala Richter e pelo subsequente tsunami que atingiram na sexta-feira o Japão chegou hoje a 3.373, segundo a polícia. Já o total de desaparecidos é de 6.746, informou a agência nacional de polícia em seu último balanço. O número de feridos se manteve em 1.897.

A crise nuclear no Japão subiu na escala de gravidade. O acidente ocorrido na usina nuclear Daiichi, em Fukushima, é agora classificado como de nível 6, em um escala internacional para acidentes nucleares que vai até 7, disse hoje Andre-Claude Lacoste, chefe da Autoridade de Segurança Nuclear da França. O acidente em 1979 em Three Mile Island, na Pensilvânia, Estados Unidos, é classificado como de escala 5. Já o desastre nuclear de Chernobyl, na Ucrânia, considerado o pior da história, é apontado como nível 7.

Anteriormente, a agência de segurança nuclear do Japão classificou o acidente de Fukushima na escala 4. “O incidente tomou uma dimensão completamente diferente comparado com ontem. Está claro que nós estamos no nível 6”, disse Lacoste em entrevista coletiva. “A escala de gravidade mudou.” As informações são da Dow Jones.