A Justiça autorizou ontem o desembarque na Ilha de Lampedusa, na Sicília, de 47 imigrantes que estavam no navio Sea Watch 3, que atua no Mediterrâneo. O ministro do Interior, Matteo Salvini, que havia proibido o desembarque, reagiu ameaçando impor sanções contra a ONG alemã proprietária do barco. (Com agências internacionais)

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.