A Organização das Nações Unidas (ONU) disse que Israel concordou em permitir novamente a importação de materiais de construção na Faixa de Gaza depois de dois meses de restrições. As proibições de produtos que podem entrar na região começaram em 2007, quando o grupo islâmico Hamas tomou o controle total de Gaza. Os israelenses temem que os palestinos poderiam usar os materiais como metal e concreto para fins militares.

Em 2010, Israel aliviou as restrições e permitiu a importação com supervisão internacional. Em outubro, entretanto, a entrada dos produtos foi suspensa após a descoberta de um túnel revestido de concreto ao longo da fronteira, construído por militantes palestinos.

Robert Serry, enviado da ONU ao Oriente Médio, afirmou que os materiais serão utilizados para construir escolas, casas e redes de saneamento básico. Críticos israelenses dizem que a política do país é sinônimo de castigo coletivo e de sofrimento aos moradores de Gaza. As autoridades de Israel não comentaram a decisão. Fonte: Associated Press.