Ataques à bomba perpetrados neste domingo em diversas partes do Iraque deixaram pelo menos 42 mortos e 173 feridos, informou a polícia.

As autoridades disseram que o mais mortífero atentado do dia ocorreu na cidade de Hilla, 95 quilômetros ao sul de Bagdá onde um carro-bomba explodiu em um mercado, matando oito pessoas e ferindo 22.

Outros ataques foram efetuados em mercados ao ar livre e estações de ônibus nas cidades de Diwaniya, Suwayrah, Basra, Kut, Samarra, Samawah, Madain e Mamoudiya, deixando um total de 34 mortos.

Até o momento, nenhum grupo ou indivíduo reivindicou a autoria dos atentados deste domingo. Autoridades médicas confirmaram o número de vítimas.

O Iraque atravessa no momento a mais grave escalada de violência desde 2008, com atentados praticamente diários atribuídos em grande parte a insurgentes sunitas.

A violência agravou-se a partir de abril, quando forças do governo, liderado por xiitas, reprimiram um protesto de sunitas no norte do país. Mais de 5 mil pessoas morreram em episódios de violência desde então, segundo acompanhamento da Organização das Nações Unidas (ONU). Fonte: Associated Press.