O Irã garantiu compradores para mais de 500 mil barris por dia em novas exportações de petróleo bruto quando as sanções impostas ao país por governos do Ocidente forem suspensas, afirmou Rokneddin Javadi, diretor-gerente da National Iranian Oil Co.

A notícia surge depois de a União Europeia e os EUA adotarem oficialmente no domingo o acordo nuclear selado entre as potências mundiais em julho, o que abre caminho para o fim das sanções contra o Irã.

Em entrevista nos bastidores do Congresso do Clube de Petróleo e Energia Iraniano, Javadi disse que “quase todos os nossos compradores tradicionais, europeus, africanos, asiáticos” fizeram um compromisso formal para comprar “cerca de 500 mil barris por dia” de petróleo bruto quando o produto voltar ao mercado.

Javadi não deu o nome dos compradores nem disse por quanto tempo eles se comprometeram a fazer as compras. Refinarias no sul da Europa, no Extremo Oriente, na Índia, na Turquia e na África do Sul historicamente compram petróleo do Irã.

O governo iraniano afirmou anteriormente que espera aumentar as exportações em 500 mil barris por dia quando as restrições sobre suas exportações forem suspensas, entre o fim de 2015 e o começo de 2016. No entanto, esta é a primeira vez que um representante do setor diz que já encontrou compradores para o petróleo.

Um embargo da UE forçou refinarias europeias a pararem de importar petróleo iraniano três anos atrás. Sanções separadas impostas pelos EUA forçaram compradores asiáticos a reduzirem as compras de Teerã e a África do Sul a interromper as importações. Fonte: Dow Jones Newswires.