O Irã apresentou neste sábado um míssil balístico de curto alcance e combustível sólido neste sábado, que segundo o governo do país, pode identificar alvos com mais precisão. O míssil superfície-superfície Fateh-313, ou Conquistador, foi apresentado em uma cerimônia para marcar o Dia da Indústria da Defesa e contou com a presença do presidente do Irã, Hassan Rohani. Ele afirmou que poderio militar é necessário para alcançar a paz no volátil Oriente Médio.

A televisão estatal mostrou imagens do míssil sendo disparado de uma localização não informada. O míssil é uma nova versão do Fateh-110 e tem uma capacidade de lançamento mais rápida, uma vida útil mais longa e pode atacar alvos com precisão milimétrica dentro de uma faixa de 500 quilômetros, segundo a reportagem.

A resolução 2231 do Conselho de Segurança da ONU, que aprovou um acordo nuclear alcançado entre Irã e potências mundiais no mês passado, instou o Irã a não realizar qualquer atividade relacionada a mísseis balísticos capazes de transportar armas nucleares. O Irã diz que nenhum dos seus mísseis foram projetados para essa finalidade.

A resolução também contém um embargo de armas contra o Irã para os próximos oito anos, mas esse trecho não integra o histórico acordo nuclear. O Irã disse que não vai aceitar essa parte da resolução, como Rouhani voltou a afirmar neste sábado. “Nós vamos comprar armas de onde consideremos necessário. Não vamos esperar pela permissão ou aprovação de ninguém e não vamos olhar qualquer resolução. E nós vamos vender armas para onde considerarmos necessário”, disse o presidente, em comentários transmitidos ao vivo pela televisão estatal neste sábado.

Rouhani disse que o Irã não pode permanecer passivo quando a instabilidade se espalhou nos países vizinhos. “Podemos ficar indiferentes (…) quando há circunstâncias especiais em nossas fronteiras do leste, oeste, norte e sul?”, questionou Rouhani, aparentemente se referindo a conflitos no Afeganistão, no Iraque e em outros lugares na região. “Como pode um país fraco incapaz de enfrentar o poderio militar de vizinhos, rivais e inimigos alcançar a paz?” Fonte: Associated Press.