Os inspetores de armas químicas da Organização das Nações Unidas (ONU) retornarão à Síria na quarta-feira com o objetivo de completar a investigação sobre o uso desse tipo de armamento no país.

Por meio de nota, a ONU informou nesta terça-feira que os inspetores liderados pelo sueco Ake Sellstrom vão investigar o uso de armas químicas em diferentes regiões e ocasiões.

Um dos casos a serem investigados envolve a suspeita de uso de armas químicas em um ataque ao povoado de Khan al Asal, nos arredores de Alepo, em 19 de março. A cidade foi capturada por rebeldes em julho.

Em sua última viagem à Síria, os inspetores de armas químicas da ONU concluíram que foi usado gás sarin em um ataque nos arredores de Damasco em 21 de agosto, mas não apontaram responsáveis. Fonte: Associated Press.