Ao que tudo indica o mundo ainda não acabou. Ao contrário das previsões do pastor evangélico Harold Camping, que afirmou que a Terra teria o seu fim nesta sexta-feira (21), os passarinhos continuam cantando, as pessoas continuam com suas atividades, excluindo, claro, o ex-ditador Muamar Kadafi, que foi morto na quinta-feira pelos insurgentes líbios.

A explicação dada por ele desta vez pode ser um pouco mais plausível. Segundo Camping, o dia 21 de outubro de 2011 é o começo do fim. Em entrevista, o locutor de uma rádio evangélica afirmou que estava convencido de que “Deus voltaria à Terra através de um terremoto”, afirmou.

Em uma de suas últimas previsões, feitas ainda em 2011, ele afirmou ter errado a data por um “equívoco matemático”.