Um homem foi preso em Los Angeles, nos EUA, sob suspeita de publicar em sua página do Facebook ameaças de atentados contra diversas escolas primárias, informaram autoridades policiais hoje.

Segundo o site do jornal “Los Angeles Times”, Kyle Bangayan, 24, foi preso ontem, na casa dos pais, na região de East Hollywood. Foram apreendidas munição e nove armas de fogo, incluindo um rifle e uma espingarda. A casa de Bangayan também foi vasculhada, mas nenhuma arma foi encontrada no local.

Segundo a polícia de Los Angeles, as ameaças não eram restritas a uma escola apenas, mas o suspeito fez referências ao massacre ocorrido na escola Sandy Hooks, na última sexta, em Newtown, Connecticut, no qual 20 crianças e seis adultos morreram.

A detenção foi feita no mesmo dia em que o chefe do departamento de polícia da cidade anunciou a criação de patrulhas diárias ao redor de escolas para inibir a ação de possíveis atiradores.

Alarmes falsos – Também hoje, duas escolas da cidade de Ridgefield, próxima a Newtown, em Connecticut, reabriram após serem fechadas pela manhã quando moradores locais alertaram a polícia sobre a presença de um homem armado na região.

O suspeito já foi identificado. No início da manhã, a polícia recebeu um alerta sobre um homem vestido de preto que parecia portar uma espingarda no ombro, nas imediações da estação de trem de Branchville, próxima às duas escolas.

Embora o incidente já tenha sido esclarecido, a polícia informou que não divulgará dados sobre o suspeito, que não foi preso. Os colégios enviaram uma nota aos pais informando que não abririam por precaução.

Os alunos foram encaminhados para outra instituição de ensino. Ridgefield fica a 32 quilômetros da escola Sandy Hook, em Newtown, onde na sexta-feira passada ocorreu um dos piores massacres da história dos Estados Unidos, no qual morreram vinte crianças e seis adultos.