Um homem-bomba detonou explosivos e matou ao menos 21 pessoas e ferindo outras 41 na província de Nangarhar, no Afeganistão.

O chefe de polícia da província Nangarhar, Ghulam Sanayee Stanikzai, disse que a maioria dos mortos e feridos eram da rede terrorista Taleban. Os combatentes estavam reunidos para celebrar um cessar fogo de três dias que marcado o feriado islâmico de Eid al-Fitr, no fim do Ramadã.

Poucas horas após a explosão, o presidente Ashraf Ghani anunciou que iria estender o cessar-fogo que ele havia anunciado unilateralmente na semana passada, mas sem dar detalhes sobre o quantidade de dias da extensão.

Ninguém ainda reivindicou a responsabilidade pela explosão deste sábado em Rodat, distrito da província Nangarhar, afiliada do Estado Islâmico, que não assinou o cessar-fogo, e que tem uma forte presença na área. Anteriormente, os combatentes do Estado Islâmico entraram em confronto com os talebans, que rejeitaram suas demandas por um califado. Fonte: Associated Press