O grupo britânico de defesa da privacidade Privacy International abriu uma queixa contra a coleta de dados internacionais feita pelos Estados Unidos, a mais recente do crescente número de processos e ações legais contra o amplo programa de vigilância norte-americano.

A denúncia foi aberta nesta segunda-feira no Tribunais de Poderes Investigativos (Investigatory Powers Tribunal), organismo que recebe reclamações sobre vigilância feita por instituições públicas, a respeito das acusações de que a Agência Nacional de Segurança (NSA, na sigla em inglês) e sua correspondente britânica, o serviço de inteligência do Reino Unido, conhecido pela sigla GCHQ, estão espionando os cidadãos do outro país e compartilhando as informações sem adequada supervisão legal.

As duas agências foram abaladas pela publicação de documentos vazados por Edward Snowden, ex-funcionário da CIA e de uma empresa que presta serviços para o governo dos Estados Unidos, que revelaram detalhes sobre as medidas de coleta de informações em todo o mundo.

Nos Estados Unidos, grupos como a União de Liberdades Civis Americana (American Civil Liberties Union) disseram que também estão abrindo processos. No Reino Unido, o grupo de defesa dos direitos civis Liberty já apresentou uma queixa sobre o programa de espionagem. Fonte: Associated Press.