O primeiro-ministro da Grécia, Antonis Samaras, prometeu um crescimento mais acelerado, impostos mais baixos e muitos empregos, caso o seu partido conservador Nova Democracia se mantenha no poder após as eleições gerais marcadas para o dia 25 de janeiro.

Em discurso a apoiadores e representantes do partido neste sábado, Samaras também prometeu que não haverá mais cortes em salários ou pensões. Ele afirmou também que até 2021 o crescimento acima das previsões irá trazer mais 771 mil empregos e elevar o Produto Interno Bruto (PIB) quase aos níveis registrados antes da crise financeira global.

Embora a economia da Grécia tenha saído da recessão em 2014, cerca de 1,25 milhão de habitantes ainda estão desempregados; o equivalente a um quarto da força de trabalho. Samaras afirma que os novos empregos serão criados principalmente nos setores da agropecuária e do turismo. Fonte: Associated Press.