Autoridades ucranianas e rebeldes separatistas pró-Rússia concordaram em fechar um amplo acordo de troca de prisioneiros. Representantes do dois lados afirmaram em comentários transmitidos hoje por emissoras de televisão que a troca acontecerá nesta quarta-feira. A decisão foi anunciada após encontro em Moscou mediado pelo chefe da igreja ortodoxa russa.

Viktor Medvedchuk, representante de Kiev nas negociações, declarou que a Ucrânia está pronta para libertar 306 prisioneiros e espera que os separatistas libertem 74. Ainda não está claro se o acordo cobre todos os prisioneiros de guerra.

O conflito no leste da Ucrânia já provocou a morte de mais de 10 mil pessoas desde 2014. Uma trégua assinada em 2015 estipulava a troca de todos os prisioneiros, mas acredita-se que os dois lados mantêm dezenas, se não centenas, cativos e os usam como instrumento de negociação. Fonte: Associated Press.