O porta-voz da primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, disse hoje que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, estava errado em compartilhar nas redes sociais vídeos publicados por um líder britânico de extrema-direita.

Trump compartilhou em sua conta no Twitter três vídeos publicados por Jayda Fransen, vice-líder do partido conservador Britain First (Reino Unido Primeiro, em português). Fransen já foi condenada por crimes de ódio no Reino Unido e atualmente enfrenta novas acusações.

O porta-voz de May, James Slack, disse que o Britain First quer dividir comunidades através do uso de “narrativas de ódio que espalham mentiras e provocam tensões”. Ele afirmou que “é errado o presidente fazer isso”.

O gabinete de May, no entanto, disse que o convite para que Trump faça uma visita de Estado ao Reino Unido continua de pé. Políticos da oposição querem que a visita seja cancelada após o compartilhamento dos vídeos.

Um dos vídeos supostamente mostra um imigrante muçulmano atacando um cidadão holandês. O segundo vídeo compartilhado pelo presidente exibe um muçulmano destruindo uma imagem da Virgem Maria e o terceiro mostra um homem sendo empurrado do alto de um prédio em Alexandria, no Egito, durante a Primavera Árabe. (Matheus Maderal, com agências internacionais – matheus.maderal@estadao.com)