O Iraque tem a esperança de que as forças americanas de combate sairão do país até 2010, comentou nesta segunda-feira (21) Ali al-Dabbagh, porta-voz do governo, em Bagdá. Os comentários de Dabbagh foram feitos depois de uma reunião entre o primeiro-ministro do Iraque, Nouri al-Maliki, e o candidato democrata à presidência dos Estados Unidos, Barack Obama, ocorrida na capital iraquiana. A data citada por Dabbagh coincide com a proposta de Obama de retirar as forças de combate dos EUA no Iraque dentro de aproximadamente um ano e meio.

O governo iraquiano tenta esclarecer a posição de Obama sobre a possibilidade de retirada caso ele seja eleito desde a semana passada, quando Maliki foi citado por uma revista alemã dizendo que apóia o cronograma sugerido por Obama. O governo iraquiano chegou emitir nota dizendo que o comentário do primeiro-ministro não teria sido bem interpretado.