Jared Kushner, genro do presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, e um dos conselheiros mais próximos do bilionário, está tomando medidas para se distanciar de seu negócio imobiliário em Nova York, em um sinal claro de que está planejando ter um cargo no novo governo.

Kushner, que é casado com Ivanka Trump, deve tirar uma série de obstáculos antes de assumir qualquer cargo em Washington. Pela legislação americana, ele deverá argumentar que não fere a lei anti-nepotismo e eliminar potenciais conflitos de interesse entre a sua família, considerada um império imobiliário, e suas obrigações governamentais.

Kushner tem, muitas vezes, a última palavra das decisões tomadas pelo presidente eleito. “Ele está empenhado em cumprir as leis de ética federais e temos consultado quais medidas ele tomaria junto ao Escritório de Ética do governo”, disse Jamie Gorelick, sócio do escritório de advocacia WilmerHale. “Embora os planos não estejam finalizados, Kushner pode renunciar à sua posição na Kushner Companies”, afirmou. Fonte: Associated Press.