Washington

– Os pais que proíbem suas filhas de namorar garotos mais velhos podem estar fazendo a coisa certa. Um estudo publicado na quinta-feira diz que adolescentes que saem com pessoas mais velhas têm mais chance de começar a fumar, beber e usar drogas. A pesquisa feita com 1.000 adolescentes descobriu que os amigos realmente influenciam, ou pelo menos refletem o comportamento, disse o Centro Nacional sobre o Abuso de Substâncias e Vícios (Casa) da Universidade de Colúmbia. “Encontramos uma ligação forte entre o comportamento sexual adolescente e o namoro e o risco do adolescente de fumar, beber e usar drogas”, disse o diretor do casa, Joseph Califano, ex-secretário da Saúde, Educação e Bem-Estar dos EUA. A pesquisa, que é conduzida pela Casa anualmente, descobriu que quanto mais tempo uma adolescente passa com o namorado, e quanto mais amigas sexualmente ativas ela tiver, mais provável é que ela fume, beba ou use drogas ilegais. E que as garotas que namoram rapazes mais velhos têm muito mais chances de abusar das drogas e do álcool. Os adolescentes que passam 25 ou mais horas por semana com uma paquera tinham 2,5 vezes mais chances de beber do que os adolescentes que passavam 10 horas ou menos com um namorado ou namorada. Os adolescentes que passavam mais tempo namorando eram cinco vezes mais propensos a se embebedar – 35 por cento deles disseram que tinham se embriagado em comparação a 7 por cento dos que passaram menos tempo namorando.