A França confirmou nesta quarta-feira que emitiu uma ordem de extradição para o ex-presidente do Panamá, Manuel Noriega, para seu país natal. Noriega está preso na França, onde cumpre sentença por lavagem de dinheiro.

Noriega foi condenado por três crimes de violações aos direitos humanos no Panamá, cometidos durante seu governo militar ente 1983 e 1983. Cada condenação representa 20 anos de prisão.

O primeiro-ministro francês François Fillon assinou a ordem de extradição no mês passado e Noriega foi notificado na última sexta-feira, informou o escritório de Fillon, confirmando um comunicado do advogado do ex-líder panamenho.

Noriega tem um mês para apelar da decisão, mas seu advogado disse que não pretende fazer isso. Uma audiência legal foi maraca para 8 de setembro para finalizar a execução da ordem de extradição, informou o advogado de Noriega.

O ex-presidente panamenho foi condenado por um tribunal de Paris, em julho do ano passado, a sete anos de cadeia por lavagem do equivalente a ? 2,3 milhões do cartel de Medellín por meio de bancos franceses.

O dinheiro das drogas transitou pelo Bank of Credit and Commerce International, que não existe mais, no final da década de 1980 e foi usado pela mulher de Noriega e por uma empresa de fachada para comprar três apartamentos de luxo em Paris. As informações são da Dow Jones.