A França e o Reino Unido acusaram o regime sírio pelo fracasso nas negociações para encerrar a guerra sangrenta na Síria. O número de pessoas mortas no conflito que já chega a três anos alcançou 140 mil, incluindo aproximadamente 50 mil civis, de acordo com informações do Observatório para Direitos Humanos da Síria.

“Responsabilizo o regime sírio, que bloqueou qualquer progresso para o estabelecimento de um governo de transição e aumentou a violência e os atos de terror contra a população civil”, disse em nota o ministro das Relações Exteriores, Laurent Fabius.

O secretário de Relações Exteriores do Reino Unido, William Hague, afirmou que a fim do diálogo representa um retrocesso muito sério. “A falta de um acordo sobre uma agenda para futuras rodadas de negociações representa um retrocesso muito sério para a paz na Síria e a responsabilidade disso é do regime de Assad”, disse o secretário britânico em nota. Fonte: Dow Jones Newswire