A França e os Estados Unidos alertaram a Rússia neste sábado que, a menos que haja progresso em solucionar a crise ucraniana, o país deve enfrentar “novas providências” de nações ocidentais.

O presidente da França, François Hollande, e o presidente dos EUA, Barack Obama, conversaram por telefone e exigiram que a Rússia retire as tropas enviadas à Crimeia desde o final de fevereiro e permita o envio de observadores internacionais, de acordo com comunicado divulgado pelo Palácio do Eliseu.

“Na falta de avanço nesse sentido, serão tomadas novas medidas”, afirmaram os dois chefes de Estado, acrescentando que as novas providências previstas afetariam fortemente as relações entre a comunidade internacional e a Rússia. Hollande e Obama também pediram à Rússia que aceite a instalação rápida de um grupo de contato para facilitar as negociações com a Ucrânia, salientou a nota. Fonte: Dow Jones Newswires.