Forças de segurança do Bahrein bloquearam na noite desta quinta-feira as vias de acesso à Praça Pérola, epicentro dos protestos contra a monarquia sunita que controla o país, afirmaram testemunhas.

A praça foi cercada com tanques de guerra e veículos da polícia, prosseguiram as testemunhas, que pediram para não serem identificadas por temor de represálias por parte do governo.

As vias de acesso à Praça Pérola foram bloqueadas depois de manifestantes de um bairro de Manama terem convocado uma passeata até o local.

Centenas de manifestantes e mais de 70 profissionais da medicina foram presos durante a repressão aos protestos, iniciados na esteira dos levantes que se espalharam por diversos países do Oriente Médio e do norte da África e que já derrubaram ditaduras no Egito e na Tunísia.

Os protestos no Bahrein são encabeçados por líderes xiitas, que exigem mais liberdade e direitos. Apesar de a população xiita ser maioria no Bahrein, o reino é dominado por uma minoria sunita.

O Bahrein é uma pequena nação insular situada no Golfo Pérsico, mas tem grande importância geopolítica. O país sedia a 5ª Frota da Marinha dos Estados Unidos e é constante foco de atrito entre potências regionais, como a Arábia Saudita e o Irã. As informações são da Associated Press.