O Fundo Monetário Internacional (FMI) reduziu a estimativa de crescimento da Romênia em 2012 para um intervalo entre 1,5% e 2,0% por causa das turbulências da economia internacional. A estimativa anterior era de expansão de 1,8% a 2,3%.

Apesar da revisão para baixo, Jeffrey Franks, representante do FMI em Bucareste, disse que as medidas de austeridade adotadas pelo país após receber um pacote de socorro de 20 bilhões de euros em 2009 começaram a dar resultados. As medidas incluíram um corte de 25% nos salários do setor público e o congelamento das pensões. As informações são da Dow Jones.