enkontra.com
Fechar busca

Mundo

mundo

Fiat/Chrysler propõe fusão com a Renault/Nissan

  • Por Estadão Conteúdo
Fusão entre Fiat e Renault está em análise. Foto: Reprodução

A Fiat Chrysler (FCA) anunciou hoje uma proposta de fusão de iguais com a Renault, numa iniciativa que tende a ter significativo impacto na indústria automotiva global. Em comunicado, a montadora ítalo-americana propõe que acionistas da FCA controlem 50% da empresa resultante e que acionistas da Renault fiquem com os demais 50%, com “uma estrutura de governança equilibrada”.

O conselho de administração seria inicialmente formado por 11 membros, majoritariamente independentes. A francesa Renault já possui uma aliança com a japonesa Nissan, pela qual as companhias compartilham tecnologia e autopeças. A Renault detém 43,4% da Nissan, enquanto a Nissan possui fatia de 15% da Renault.

+ Fique esperto! Perdeu as últimas notícias sobre segurança, esportes, celebridades e o resumo das novelas? Clique agora e se atualize com a Tribuna do Paraná!

Se a fusão entre FCA e Renault for adiante, a nova empresa teria valor de mercado de cerca de US$ 37 bilhões e produção anual de quase nove milhões de automóveis e caminhões leves. A fusão criaria a terceira maior montadora do mundo em produção, atrás da alemã Volkswagen e da japonesa Toyota, mas à frente da americana General Motors (GM).

Caso confirme-se a fusão, a nova empresa seria dona de marcas como a Fiat, Chrysler, Dodge, Jeep, Ferrari, Renault, Nissan, Dacia, Lancia, Ram, entre outras.

França aprova, mas…

O governo da França se mostrou favorável à proposta de fusão, segundo declarações desta segunda-feira da porta-voz Sibeth Ndiaye. O governo é favorável ao projeto, mas tem de “olhar as condições nas quais o acordo será feito”, comentou a porta-voz durante entrevista ao canal de negócios da TV francesa BFTMTV e à rádio RMC. “Esta é uma discussão que teremos, também como acionistas da Renault, com a companhia”, acrescentou ela.

O ministro das Finanças francês, Bruno Le Maire, se reuniu com o executivo-chefe da Renault, Jean-Dominique Senard, no fim da semana passada para falar sobre a fusão proposta, comentou Ndiaye. O governo da França é o principal acionista da Renault, com uma fatia de 15% na fabricante de automóveis. Fonte: Dow Jones Newswires.

Acidente impressionante deixa um morto e BR-376 interditada; veja o vídeo!

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

7 Comentários em "Fiat/Chrysler propõe fusão com a Renault/Nissan"


Batista Silva
Batista Silva
27 dias 23 horas atrás

O negócio é andar de ônibus mesmo, a dor de cabeça e prejuízo é menor a não ser que seja proprietário de outra marca.

Lutador Antifascista
Lutador Antifascista
28 dias 16 horas atrás

Antes todo mundo sabia distinguir um carro de uma marca das outras, uns tinham coisas boas e outros ruins, mas toda pessoa tinha as marcas prediletas, mas hoje juntaram tantas marcas, tantas tecnologias é um tal de copia e cola que fica até difícil distinguir uma marca da outra. Perderam o alma!

Tiago Ribas
Tiago Ribas
29 dias 8 horas atrás

São as duas piores marcas de veículos, fiat e renault de veículo, agora vamos ter uma única porcaria!

Mário
Mário
29 dias 3 horas atrás

Ainda tem a disputa do podium psa( peugeot e ctröen)

Mário
Mário
28 dias 1 hora atrás

Mas todos esses que foram citados , são uma porcaria . Nem msmos os franceses gostam dos próprios carros . Preferem os alemães e os ingleses .
A Fiat decaiu demais . Péssimo pôs venda , veículos defasados e de gosto duvidoso . Bons tempos do tempra, que apesar de bomba , eram um excelente carro

MAIOR DO ESTADO
MAIOR DO ESTADO
29 dias 11 horas atrás

acabou o bolsa montadora do PT agora tem que se virar..

Julio Cesar
Julio Cesar
28 dias 17 horas atrás

A decisão é lá nas matrizes italiana e francesa, o Brasil não tem nada com isso.
Leia a matéria.

wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas