O presidente do Federal Reserve (Fed, o BC americano), Ben Bernanke, afirmou nesta sexta-feira (14) que esforços devem ser feitos para evitar que a atual crise de crédito das hipotecas nos Estados Unidos atinja o setor de consumo do país.

"O Federal Reserve está lidando com a crise de execuções hipotecárias com outras capacidades além de órgão regulador, incrementando nossas forças em pesquisa e análise de dados, nossa presença regional e os muitos contatos desenvolvidos com grupos de comunidades locais, credores, formuladores de políticas e outros interessados na questão", disse, em comentários preparados para discurso para a Coalizão Nacional de Reinvestimento em Comunidades, em Washington.

"Grande parte dos empréstimos nos últimos anos não foi nem responsável nem prudente", afirmou, acrescentando que algumas práticas "abusivas" empurraram americanos "para hipotecas que eles não teriam escolhido de forma consciente".

Proteção

Bernanke disse que o Fed, junto a outras agências federais e estaduais, está revisando as operações de hipotecas de segunda linha (subprime) de alguns credores para "avaliar os padrões de subscrição das companhias, assim como a supervisão da diretoria sênior da obediência às leis e regulações estaduais e federais de proteção ao consumidor". "Nós tomaremos ações corretivas ou de imposição de cumprimento das leis, conforme for necessário", afirmou. As informações são da Dow Jones.