A polícia federal norte-americana (FBI, por sua iniciais em inglês) identificou Paul Kevin Curtis, de 45 anos, como o suspeito detido hoje sob suspeita de ter enviado cartas contendo ricina ao presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, e a um senador.

Os investigadores aguardavam ainda testes definitivos nas cartas enviadas a Obama e ao senador Roger Wicker, do Mississippi, em um momento de agitação nos EUA por causa do atentado de segunda-feira em Boston, no qual três pessoas morreram.

Curtis vive no Estado norte-americano do Mississippi e, depois de detido, foi indiciado como suspeito do crime. De acordo com um boletim do FBI obtido pela Associated Press, as duas cartas foram postadas em Memphis, no Tennessee, em 8 de abril.

O FBI informou ainda que considera não haver indício de relação entre as cartas o atentado em Boston. As informações são da AP.