O grupo guerrilheiro Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) suspendeu hoje as negociações com o governo colombiano por causa da recusa do presidente Juan Manuel Santos em aceitar a convocação de uma Assembleia Constituinte.

Ao invés de reformular a constituição, os representantes do governo colombiano propõem a convocação de um referendo sobre um acordo de paz que encontra-se ainda na segunda de seis etapas de negociação.

Esta é a primeira vez que uma das partes envolvidas retira-se da mesa de negociações em Havana sem que o diálogo tenha entrado formalmente em recesso.

Por meio de nota, as Farc informaram que aproveitarão a pausa nas negociações para analisar a posição do governo. Representantes do grupo guerrilheiro não disseram quanto tempo duraria a suspensão. Fonte: Associated Press.