Um policial iraquiano disse que uma bomba explodiu dentro de uma barbearia localizada em Youssifiyah, a 20 quilômetros ao sul de Bagdá, matando pelo menos cinco pessoas. Segundo o agente, que falou sob condição de anonimato, dez pessoas ficaram feridas. Apesar da queda da violência no país, os rebeldes realizam ataques esporádicos contra civis. Durante o pico da insurgência, dois anos atrás, barbearias eram alvos frequentes porque faziam corte de cabelo e barba no estilo ocidental – muitos extremistas islâmicos acreditam que os homens não devem cortar suas barbas.

Também hoje, 20 famílias que haviam sido enviadas para o exílio pelo governo de Saddam Hussein, após um levante fracassado, retornaram ao Iraque. A informação é do chefe de imigração e pessoas desalojadas em Basra, Atheer Kamil. De acordo com ele, as famílias – cerca de 250 pessoas – são em sua maioria de Basra e formam o primeiro de dois grupos que vão retornar nesta semana ao país. Elas foram exiladas por causa de seu envolvimento no fracassado levante contra Saddam em 1991 e se estabeleceram em campos de refugiados na fronteira iraniana.