O presidente deposto do Egito, Mohamed Morsi, será julgado por ter fugido da prisão em janeiro de 2011, durante o levante contra o ditador Hosni Mubarak, segundo informaram neste sábado fontes da promotoria pública. Morsi será julgado juntamente com mais 129 réus, incluindo membros da Irmandade Muçulmana e do grupo palestino Hamas.

O presidente deposto já é réu em outros dois processos, por incitar o assassinato de oponentes e por conspirar com grupos estrangeiros para desestabilizar o Egito. A decisão de processar Morsi pela fuga da prisão em 2011 foi tomada neste sábado pelo juiz investigativo Hassan Sami. Fonte: Dow Jones Newswires.