O ex-líder da maioria republicana na Câmara dos Representantes (deputados) dos Estados Unidos, no começo da era George W. Bush, Tom DeLay, foi sentenciado hoje a uma pena de três anos de prisão por conspiração em lavagem de dinheiro.

DeLay também recebeu outra pena de cinco anos por lavagem de dinheiro, mas o juiz converteu a sentença para liberdade condicional. DeLay chefiou a maioria republicana da Câmara entre 2003 e 2005.

DeLay foi condenado em novembro pelo júri por ter canalizado ilegalmente doações do setor corporativo para vários republicanos que concorriam pelo Texas nas eleições de 2002. Essas contribuições, contudo, são proibidas pela lei estadual texana, informa o Wall Street Journal. As informações são da Dow Jones.