Edward Snowden, ex-funcionário terceirizado da Agência Nacional de Segurança, que revelou a existência de programas secretos de vigilância mantidos pela administração do presidente Barack Obama, pediu asilo ao Equador, informou a agência Dow Jones. No twitter, o ministro de Relações Exteriores, Comércio e Integração do Equador, Ricardo Patiño Aroca, diz que o Ministério recebeu pedido de asilo político de Snowden.

O WikiLeaks disse, por meio de seu twitter, que Snowden seguirá para o Equador por uma rota segura, em busca de asilo, e que está sendo amparado por diplomatas e advogados do WikiLeaks. A organização disse ainda que os procedimentos formais do pedido de asilo serão feitos assim que Snowden chegar ao Equador.

O ex-juiz espanhol, Baltasar Garzon, diretor legal do WikiLeaks e advogado de Julian Assange, fundador da organização, disse ter interesse em preservar os direitos de Snowden e de protegê-lo enquanto pessoa.