Alguns dos principais assessores do presidente Donald Trump se recusam a comentar sobre os rumores de que Jared Kushner, genro do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e conselheiro da Casa Branca, teria criado um canal secreto de comunicação, em conjunto com um diplomata da Rússia, entre a equipe de transição de Trump e o Kremlin.

Perguntas sobre os relatórios surgiram quando o assessor de segurança nacional de Trump, H. McMaster, e o assessor econômico Gary Cohn se reuniram com a mídia na Itália neste sábado, pouco antes de Trump voltar para Washington após sua primeira viagem ao exterior como presidente.

McMaster e Cohn se recusaram a comentar as novas revelações sobre as comunicações de Kushner com o embaixador da Rússia nos Estados Unidos, Sergey Kislyak. “Não vamos comentar sobre Jared”, disse Cohn. McMaster diz que, em geral, “temos comunicações de canal de retorno com vários países”, e fazer isso “permite que você se comunique de maneira discreta”. Fonte: Associated Press.