A Estátua da Liberdade será fechada por um ano no final de outubro para uma reforma de US$ 27,25 milhões, que tornará seu interior mais seguro e mais acessível, anunciou o secretário do Interior Ken Salazar. A reforma será restrita ao monumento e a Ilha da Liberdade vai permanecer aberta pois a estátua poderá ser vista pelos visitantes, disseram as autoridades em comunicado.

Tegan Firth, porta-voz da empresa Statue Cruises, que em sábados de verão costuma levar cera de 18 mil pessoas até a Ilha da Liberdade, disse que a reforma não deve ter impacto significativo no número de visitantes. “A experiência de visitar esse marco continua a mesma”, afirmou ela. O National Park Service, que gerencia a Estátua da Liberdade e a Ilha Ellis, disse que o monumento será fechado em 29 de outubro, um dia depois de seu 125º aniversário. As informações são da Associated Press.