Uma filial do Estado Islâmico no Egito assumiu a responsabilidade por um ataque a dois policiais na província de Giza. Neste sábado, o Ministério do Interior do Egito disse que homens armados mataram os dois policiais enquanto eles estavam em seu caminho para o trabalho. No entanto, o grupo sustenta que matou mais de dois oficiais, sem dar o número exato.

A declaração, que tem o design e o logotipo do grupo, circulou em páginas de simpatizantes do Estado Islâmico em redes sociais.

O ataque de sábado aconteceu um dia depois de dois militantes armados de facas ferirem três turistas em um hotel na cidade de Hurghada, no Mar Vermelho do Egito. No início desta semana, a filial local do Estado Islâmico reivindicou um ataque a um hotel perto das pirâmides, que não teve feridos. Fonte: Associated Press