A Espanha concedeu nacionalidade a seis venezuelanos que fazem parte da oposição a Nicolás Maduro, incluindo a irmã de Leopoldo Lopez, líder do movimento contra o presidente.

De acordo com a vice-presidente espanhola Soraya Saenz de Santamaría, os seis venezuelanos são vítimas da perseguição política de Maduro e a cidadania espanhola lhes dará mais garantias democráticas.

Além da irmã de Lopez, o marido dela, Hernán Cifuentes, o diretor do jornal venezuelano El Nacional e sua família receberam a nacionalidade espanhola.

Já faz dois meses que o presidente Nicolás Maduro impôs estado de emergência na Venezuela, o que lhe dá poderes de governar por decreto. Fonte: Associated Press.